Com recursos diferenciados e apoio tecnológico, enriquecemos o processo de ensino-aprendizagem e damos vida ao método tradicional.

Desenvolvemos aulas que estimulam a pesquisa, a sistematização e a solução de problemas.

A formação humana e a afetividade direcionam nossas ações na preparação dos alunos para o exercício da cidadania e para a obtenção de resultados.

Conheça o Colégio


Explore o Colégio São Francisco

Nossa História

Segundo nosso memorial, descobrimos que o Colégio São Francisco de Assis teve suas raízes lançadas desde março de 1926, com o nome de Escola Paroquial Nossa Senhora do Bom Parto e atendia crianças no antigo curso primário fundamental, sendo de propriedade da paróquia local, e dirigido pelas Irmãs Vicentinas.

A Escola Paroquial Nossa Senhora do Bom Parto funcionava num prédio da Paróquia, casarão antigo localizado à Rua Euclides Pacheco, 463, onde foi erguida uma nova construção para funcionar o Hospital e Maternidade Nossa Senhora do Bom Parto, ficando o prédio vazio por longos anos. Em 1938 a missão de continuar a obra educacional foi entregue às Irmãs da Terceira Ordem Seráfica de São Francisco, hoje conhecidas como Irmãs Franciscanas da Ação Pastoral, o que continua até hoje; as irmãs, aliadas a parcerias com leigos e leigas, profissionais da educação, vêm mostrando eficiência e dedicação a esse trabalho tão edificante.

Naquela época, as irmãs assumiram a escola contando com a colaboração no trabalho educacional da senhora Carmelita e duas professoras contratadas pelo padre Bernardo Plar, pároco da Igreja local, além de continuarem com mais uma professora que lecionava na escola desde que a mesma era dirigida pelas Irmãs Vicentinas. O grupo de pioneiras era composto pelos seguintes membros: Irmã Isabel Grässmann (primeira diretora), Irmã Maria Bernarda Keil, Irmã Maria Luiza e Irmã Maria Josefina.

Tatuapé... Zona rural???

Segundo relatos preciosos, quando as Irmãs Franciscanas chegaram ao bairro do Tatuapé, tudo era muito diferente do que é hoje. Constituído de chácaras e sítios, moravam aqui proprietários e arrendatários. Sem meio de transporte eficiente, o Tatuapé ficava muito longe do centro da cidade de São Paulo.

O ponto mais conhecido, utilizado como referência, era o cemitério da 4ª Parada. Havia muita pobreza na região e os alunos, filhos de arrendatários, pagavam apenas uma taxa simbólica e todo material escolar era oferecido pela escola, cujo prédio passou a pertencer à Congregação em 1946, adquirida por meio de doações e esmolas.

Em abril de 1947, a Escola Paroquial Nossa Senhora do Bom Parto passou a denominar-se Educandário São Francisco de Assis e, em março de 1954, perante várias autoridades e numerosa assistência, procedeu-se a bênção da pedra fundamental do novo edifício, destinado ao funcionamento dos cursos de pré-primário, primário e ginásio.

Em março de 1962, o Educandário São Francisco passou a funcionar também na Rua Euclides Pacheco, 478. Com a implantação do curso ginasial em 1966, o Educandário passou a chamar-se Ginásio São Francisco de Assis. Em fevereiro de 1972, foi autorizado o funcionamento do curso do segundo grau e a instituição passou a denominar-se Colégio São Francisco de Assis, nome que mantém até hoje.

Muitos foram os colaboradores, irmãs e leigos, que devem ser lembrados para sempre como benfeitores queridos... Aqui não citaremos nomes, por receio de esquecimento, mas com certeza, todos sabem de sua importância.

Há mais de 75 anos Educando e Fazendo História

Ao longo do tempo, o Colégio São Francisco de Assis formou jovens para a Paz e o BEM. Os ex-alunos do colégio são nosso maior orgulho: alguns, hoje, fazem parte da equipe de educadores que compõem a comunidade educativa vigente; outros, são profissionais orgulhos de sua formação básica e confiam também seus filhos aos cuidados de profissionais competentes que primam por uma educação de excelência.

Acompanhando as tendências tecnológicas, o CSFA é uma instituição moderna, com amparo tecnológico de ponta e funcionários que constantemente estão se aperfeiçoando. Além disso, para que os estudantes tenham o melhor nível de aprendizado possível, adotou, há mais de dez anos, o Sistema Didático Etapa, diferencial importantíssimo para uma formação de qualidade.

A premissa que torneia a equipe é e sempre será o educar com amor e vigor, ou seja, há a preocupação com uma educação forte, sem se esquecer da ternura e da atenção que devem ser dedicados a todos os seres humanos.

O Educador Franciscano

Graças às transformações da Escola, à reordenação dos projetos educativos e, por inclusão, à renovada importância do Professor Educador, exigem menção especial não de fazer inventário exaustivo às competências dos professores, mas delinear o seu perfil. Para tanto, nossos profissionais se espelham nas palavras de Francisco de Assis, que, como patrono da escola, colabora com suas ideias e lições de vida. Assim como descreveu o “Frade Perfeito” (2EP 85), Francisco poderia agora dizer: seria um bom Educador Franciscano o profissional que reunisse em si e na sua vida, as seguintes qualidades como pessoa:

  • bem humana, de afeto, de testemunho por seu exemplo de vida;
  • que sabe acolher e ser presença animadora;
  • de coração solidário e fraterno;
  • de sabedoria, competente na sua matéria e atualizada;
  • de espírito comunitário, de cortesia;
  • de idealismo, sonho e esperança;
  • de misericórdia e vigor;
  • de paz;
  • de vida interior.

Nosso Colégio fez parte da história de muitas famílias moradoras de São Paulo e ainda continuará fazendo... Existem períodos em que essa história se acelera silenciosamente, por anos a fio. Pequenos fatos, entretanto, vão se entrelaçando, a sociedade vai evoluindo e, de repente, uma faísca, uma grande energia, desencadeia mudanças de grandes proporções em pouco tempo...

A Congregação

A Congregação das Franciscanas da Ação Pastoral teve sua origem na Baviera, Sul da Alemanha, no século XIII, com a fundação do convento de Dillingen, que deu origem a um novo convento em AU AM INN, de onde vieram, para o Brasil, em 1921, as primeiras irmãs alemãs a convite dos Missionários Redentoristas. Com vibrante ideal e vigor missionário, as irmãs organizaram uma escola para meninas, em Goiânia, iniciando-se assim, em 1922, o Colégio Santa Clara, com grande projeção no trabalho educacional em Goiás.

A Província Brasileira desvinculou-se da Congregação da Terceira Ordem Seráfica da Alemanha, em 1968, e constituiu-se como uma nova Congregação brasileira, com o nome de Franciscanas da Ação Pastoral. Foi aprovada, pela Sagrada Congregação dos Religiosos, em Roma, a 04 de outubro de 1972.

Discípulas de São Francisco de Assis, fundador da Ordem Franciscana, arauto da Paz e do Bem, as Irmãs Franciscanas da Ação Pastoral, sob a proteção de Maria, Mãe do Bom Pastor, são mulheres consagradas que vivem em fraternidade religiosa e procuram inserir-se na realidade do povo, seguindo os passos de Jesus Cristo, o Bom Pastor, na escuta e acolhimento, comprometidas em gerar e animar a vida, servindo e anunciando o Reino de justiça e paz, solidariedade e verdade, sendo instrumento de Paz e Bem. A congregação é mantenedora de três centros educacionais: em Goiânia, com 95 anos de existência, o Colégio Santa Clara, em São Paulo, com 78 anos, o Colégio São Francisco de Assis e em Óbidos no Pará, desde 2015 o Centro Educacional Bom Pastor, formando gerações e oferecendo uma educação de qualidade, numa visão cristã-católica e franciscana.

A Congregação tem atuação missionária nos estados de São Paulo, Goiás, Maranhão e Pará.

“Pertencer a uma Congregação religiosa é uma opção vocacional, um caminho de realização pessoal. Acreditando que vivemos porque fomos amadas e assim doamos nossa vida e nosso amor para que outros também vivam.”

Missão

Educar e fazer história, por meio de um ensino de qualidade, com profissionais devidamente qualificados transformando as crianças e os jovens, confiados à instituição, em cidadãos conhecedores de seus direitos e plenamente responsáveis por seus deveres.

Visão

Ser referencial em qualidade de ensino, escrevendo, há 75 anos, uma história de sucesso no desenvolvimento global de crianças e adolescentes, num ambiente focado pela vivência de valores que priorizam uma cultura de paz e bem, obtendo o reconhecimento de seus clientes, internos e externos, por sua atuação.