A Congregação das Franciscanas da Ação Pastoral


Teve sua origem na Baviera, Sul da Alemanha, no século XIII, com a fundação do convento de Dillingen, que deu origem a um novo convento em AU AM INN, de onde vieram, para o Brasil, em 1921, as primeiras irmãs alemãs a convite dos Missionários Redentoristas. Com vibrante ideal e vigor missionário, as irmãs organizaram uma escola para meninas, em Goiânia, iniciando-se assim, em 1922, o Colégio Santa Clara, com grande projeção no trabalho educacional em Goiás.
A Província Brasileira desvinculou-se da Congregação da Terceira Ordem Seráfica da Alemanha, em 1968, e constituiu-se como uma nova Congregação brasileira, com o nome de Franciscanas da Ação Pastoral. Foi aprovada, pela Sagrada Congregação dos Religiosos, em Roma, a 04 de outubro de 1972.
Discípulas de São Francisco de Assis, fundador da Ordem Franciscana, arauto da Paz e do Bem, as Irmãs Franciscanas da Ação Pastoral, sob a proteção de Maria, Mãe do Bom Pastor, são mulheres consagradas que vivem em fraternidade religiosa e procuram inserir-se na realidade do povo, seguindo os passos de Jesus Cristo, o Bom Pastor, na escuta e acolhimento, comprometidas em gerar e animar a vida, servindo e anunciando o Reino de justiça e paz, solidariedade e verdade, sendo instrumento de Paz e Bem. A congregação é mantenedora de três centros educacionais: em Goiânia, com 95 anos de existência, o Colégio Santa Clara, em São Paulo, com 78 anos, o Colégio São Francisco de Assis e em Óbidos no Pará, desde 2015 o Centro Educacional Bom Pastor, formando gerações e oferecendo uma educação de qualidade, numa visão cristã-católica e franciscana. A Congregação tem atuação missionária nos estados de São Paulo, Goiás, Maranhão e Pará.

“Pertencer a uma Congregação religiosa é uma opção vocacional, um caminho de realização pessoal. Acreditando que vivemos porque fomos amadas e assim doamos nossa vida e nosso amor para que outros também vivam.”